domingo, 13 de novembro de 2011

Crónicas de Domingo - A democracia em risco

A recente substituição de Primeiros Ministros eleitos na Grécia e na Itália por tecnocratas que irão liderar governos de unidade nacional até às eleições antecipadas.
Esta nova forma de encontrar solução para as crises financeiras está a pôr em causa as próprias democracias.
Apesar de estarmo em crise, não deixa de ser curioso que ambos os Presidentes dos países afectados preferiram a via mais fácil em vez do acto eleitoral. Há quem diga que a escolha é dos mercados, outros preferem esta solução a uma crise política. A verdade é que em alturas de crise é preciso um governo para que as medidas de austeridade passem no Parlamento.
O que se vai passar a seguir é uma incógnita porque a solução adoptada pode muito provavelmente ser uma prática recorrente.
Tendo em conta o descrédito em que os partidos politicos e o sistema em geral estão, não é de descurar a possibilidade de nenhum partido politico conseguir uma maioria parlamentar que lhe permita governar à vontade.
Assim, a solução de um governo de coligações envolvendo vários partidos pode muito bem ser uma realidade no futuro em muitos países europeus. Portugal incluido.
Se essa for a solução adoptada, a própria democracia está em risco porque diminui a possibilidade de existir uma oposição que apresente alternativas.
Neste momento, todas as hipoteses são possíveis mas há uma certeza : o futuro é incerto.

Sem comentários:

Enviar um comentário