domingo, 30 de outubro de 2011

Crónicas de Domingo - A nossa Administração Publica

Ao ler a maioria dos jornais esta semana, deparei-me com uma enorme preocupação por causa das declarações do Primeiro-Ministro sobre o facto de termos de empobrecer para voltarmos a crescer; mas também pela questão da reforma da Administração Publica.



Muito se discute o que ganham os funcionários publicos, os seus gestores, a qualidade do serviço, as pontes oferecidas, entre outras questões. Também não faltam discussões a comparar o Sector Publico e o Sector Privado como se fossem duas equipas a jogar no mesmo campeonato e a quererem rivalizar um com o outro. Só mesmo em Portugal é que funcionários publicos e privados se odeiam e pior do que tudo têm inveja um do outro.



Isto acontece porque o privado acha o publico um preguiçoso, que só trabalha até às quatro da tarde e ainda por cima o serviço é de má qualidade. Existe no sector privado um certo cinismo em relação ao seu rival. Só vai para o sector publico quem não quer trabalhar e quer ter reformas de peso. Esqueci-me falar dos contratos vitalícios que garante o dinheirinho ( mesmo que seja pouco..) até ao fim da vida. E não há cá despedimentos.



O Sector publico não gosta do privado porque este ganha dinheiro a mais,tem maior liberdade e menos regras para cumprir. Apesar de trabalharem horas sem fim e muitas das vezes em condições precárias, o sector privado tem uma melhor qualidade de vida e as oportunidades de subir na vida é bastante maior.



Para além disto, também a politica está envolvida neste clima : a Direita gosta mais do privado enquanto a Esquerda vai para a rua em honra do publico.




Este é o resumo de uma guerra que vai continuar no nosso país. Há uma verdade que não pode ser escondida : a Administração Publica precisa de uma reforma profunda e de ser melhorada substancialmente. Quem sabe até repensada no seu modelo de funcionamento e também a nivel dos ordenados.



Há muito que em Portugal se fala de uma reforma da AP, mas ninguém a faz. O que os governos dizem sempre que chegam ao poder é que vão fazer a maior e melhor reforma da Administração Publica jamais feita no nosso país. Chega ao fim da legislatura e tudo continua por fazer. A criação de uma comissão no Parlamento seria um bom começo.



A culpa não é de ninguém em particular, pois todos os partidos prometeram uma volta enorme na hora da conquista do voto.


O que este governo tem feito já é um bom começo, mas é preciso ir mais longe. Depois é fazer as contas de quanto se poupou....


Sem comentários:

Enviar um comentário